Panorama religioso

Portugal adquiriu a liberdade religiosa com o advento do 25 de Abril de 1974, apesar de as autoridades do país favorecerem claramente a Igreja Católica Romana, que mantém privilégios como nenhuma outra confissão religiosa. Não obstante ter vindo a perder aderentes nestes últimos anos, a verdade é que a Igreja católica continua a dominar o panorama religioso em Portugal, mantendo uma forte influência junto das populações. A população católica representa cerca de 84.5% da população.

É comum denominar o nosso país de "predominantemente cristão", sendo que a realidade é bem diferente, pois o mais indicado seria considerá-lo como um país "nominalmente cristão", dado que a esmagadora maioria da população não é de forma alguma praticante do catolicismo. De acordo com a Operation World, o norte de Portugal "é mais leal ao Catolicismo", contrariamente ao centro e sul, onde a religião "se tornou irrelevante face a uma maior secularização".

Para uma maior e mais apurada informação sobre o panorama religioso em Portugal, religiões predominantes, denominações cristãs, igrejas independentes, número de membros e aderentes, desafios de oração propostos, consulte "Operation World Século XXI", onde encontrará aí elementos essenciais para uma melhor compreensão desta realidade.
Um dos motivos de oração propostos Pela "Operation World", tem a haver com a plantação de igrejas, que aponta como uma das grandes necessidades "mais igrejas". Refere que a DAWN, juntamente com a Aliança Evangélica, têm como alvo "alcançar 4000 novas igrejas até 2015". Sem dúvida um enorme desafio, se tivermos em conta que somente 1% da população é considerada evangélica.

A comunidade evangélica, representada pela Aliança Evangélica Portuguesa, conta com cerca de 250 mil fiéis de acordo com estimativas desta "associação de igrejas", sendo que outras fontes, nomeadamente a "Operation World" lhe atribua um número de membros na ordem dos 319 mil, que congregam em cerca de 1500 locais de culto, presididos por 900 ministros de culto e outros responsáveis. Os evangélicos dispõem de 63 instituições de cariz social, programas de rádio e de televisão, diversos periódicos cristãos, escolas bíblicas, entre outros.

As Assembleias de Deus
No que respeita às Assembleias de Deus, movimento evangélico de experiência pentecostal, cuja origem em Portugal remonta ao ano de 1913 em Tondela, sob a designação de "Missão de Fé Apostólica", assim chamada no Brasil e nos Estados Unidos, mais tarde e, de modo definitivo, em 1924, na cidade de Portimão, a mesma cidade que assinalará em Abril de 2012 a Conferência Regional Pré- Centenário, o número de fiéis ronda os 20 mil, para além de muitos simpatizantes. Segundo a "Operation World", este movimento dispõe de 530 congregações espalhadas pelo país, num total de cerca de 45 mil membros.

Disposição do Movimento das Assembleias de Deus representado em Portugal Continental e Ilhas:

Continente e Ilhas
Presentes em 215 dos 308
414 Lugares de Culto
145 Obreiros de Tempo Integral

58 Pastores Reformados

Distrito de Aveiro
Presentes em 16 de 19 Concelhos
22 Lugares de Culto

Distrito de Beja
Presentes em 10 de 14 Concelhos
12 Lugares de Culto

Distrito de Braga
Presentes em 9 de 14 Concelhos
11 Lugares de Culto

Distrito de Bragança
Presentes em 10 de 12 Concelhos
17 Lugares de Culto

Distrito de Castelo Branco
Presentes em 7 de 11 Concelhos
12 Lugares de Culto

Distrito de Coimbra
Presentes em 13 de 17 Concelhos
39 Lugares de Culto

Distrito de Évora
Presentes em 13 de 14 Concelhos
15 Lugares de Culto

Distrito de Faro
16 Concelhos
Presentes em 13 de 16 Concelhos
25 Lugares de Culto

Distrito da Guarda
Presentes em 10 de 14 Concelhos
13 Lugares de Culto

Distrito de Leiria
Presentes em 13 de 16 Concelhos
23 Lugares de Culto

Distrito de Lisboa
Presentes em 16 dos 16 Concelhos
78 Lugares de Culto

Distrito de Portalegre
Presentes em 12 dos 15 Concelhos
17 Lugares de Culto

Distrito do Porto
Presentes em 10 dos 18 Concelhos
16 Lugares de Culto

Distrito de Santarém
Presentes em 15 dos 21 Concelhos
44 Lugares de Culto

Distrito de Setúbal
Presentes em 13 dos 13 Concelhos
25 Lugares de Culto

Distrito de Viana do Castelo
Presentes em 9 dos 10 Concelhos
11 Lugares de Culto

Distrito de Vila Real
Presentes em 5 dos 14 Concelhos
9 Lugares de Culto

Distrito de Viseu
Presentes em 8 dos 24 Concelhos
12 Lugares de Culto

Região Autónoma dos Açores
Presentes em 5 das 9 Ilhas
Presentes em 10 dos 19 Concelhos
10 Lugares de Culto

Região Autónoma da Madeira
Presentes em 1 de 2 Ilhas
Presentes em 3 de 11 Concelhos
3 Lugares de Culto

Europa e América do Norte
8 Países
18 Obreiros de Tempo Integral
35 Lugares de Culto

Fonte: CADP, dados de 2012

O Islão

Alguns pormenores sobre esta religião em Portugal

  • Mesquitas e locais de culto
  • Porto 4
  • Coimbra 1
  • Leiria 1
  • Lisboa 20
  • Évora 1
  • Setúbal 5
  • Évora 1
  • Faro 5
  • Madeira 1
  • Calcula-se que existam cerca de 40 000 fiéis
  • A maior mesquita encontra-se em Lisboa, inaugurada em 1985. O seu líder religioso é o sheikh David Munir.
  • O segundo maior local de culto encontra-se em Odivelas.
  • Em Lisboa existem diferentes talhos de carne Halal, aquela que é exigida para consumo de um muçulmano,
  • Em resultado de famílias vindas das ex-colónias para Portugal a partir de 1975, a comunidade já vai na terceira geração nascida cá.

Fonte Jornal Correio da Manhã, Sábado, 28.04.2012

Espaço Lusofonia



Direcção Nacional de Missões © 2017 | Workmove