Linhas Mestras

O Desafio

Não obstante os progressos verificados na expansão do evangelho no nosso país e um pouco por todo o mundo, o “IDE” de Jesus permanece, a urgência da hora mantém-se, a necessidade de obreiros continua a fazer-se sentir.

Hoje, continuamos perante enormes desafios, tais como os povos não alcançados, as cidades emergentes, os quarenta e dois concelhos no nosso país que ainda não possuem a mensagem evangélica, o espaço da Lusofonia a clamar por uma intervenção mais vigorosa e empenhada da nossa parte.

E a pergunta é: face aos sete mil milhões de habitantes que o mundo já tem, que papel é que cabe a Portugal, e em particular ao movimento das Assembleias de Deus no nosso país, na tarefa de alcançar os perdidos?

Deus procura homens com a determinação de Jabez, que ousam pedir a Deus que amplie os termos do seu ministério de forma a alcançar esta geração, acreditando que isso pode ser feito (I Crónicas 4:10).

 

Princípios de Orientação

1. Estreitar os laços de amizade com os PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa).

2. Desenvolver uma ampla e clara visão que nos projecte para o futuro e contagie aqueles a quem desejamos servir.

3. Valorizar e ampliar a cooperação com agências missionárias, igrejas e departamentos        congéneres, no sentido de criar condições para a realização de actividades e missões de curta e longa duração.

4. Pugnar por uma cultura de excelência, transparência, rigor e integridade na prossecução dos fins a que se propõe o DNM.

5. Fomentar o apoio e a sensibilização dos crentes nas suas igrejas locais para um maior envolvimento em Missões.

6. Rentabilizar adequadamente os recursos que nos são confiados de modo a produzir resultados, evitando a muita actividade mas a pouca produtividade.

 

Áreas de Intervenção

1. Estabelecimento de Igrejas

Existem em Portugal cerca de 42 concelhos ainda não alcançados pelo Evangelho. Chegar a estes lugares com as Boas Novas do Evangelho é uma das prioridades deste departamento.

2. Assistência em casos de Emergência

 Prestar apoio em meio a alguma crise resultante de calamidades naturais, como foi o caso das cheias em Moçambique, na Ilha da Madeira e no Haiti.

3. Formação de Obreiros

O DNM fará tudo o que estiver ao seu alcance para proporcionar formação teológica aos obreiros oriundos de países com poucos recursos financeiros, de modo a capacitá-los para melhor puderem servir nos seus países de origem.

4. Recepção e envio de Obreiros

Compete ao DNM coordenar a inserção de missionários estrangeiros que pretendam radicar-se em Portugal com o objectivo de colaborar com as igrejas locais.

5. Apadrinhamento de crianças

Manter o suporte financeiro e de outros recursos às crianças mais desfavorecidas nos PALOP.

6. Publicações e outros recursos

Continuar a poiar as igrejas de língua oficial portuguesa em África, através do envio de literatura e outros recursos.

7. Desenvolvimento de projectos

Espaço Lusofonia



Direcção Nacional de Missões © 2017 | Workmove